Duna || Frank Herbert | Editora Aleph

Ficção Científica Resenhas

Duna || Frank Herbert | Editora Aleph

Duna, Frank Herbert, Editora Aleph, é com certeza uma história sensacional. Umas das melhores que já li de ficção científica. O universo, os personagens, os temas abordados – política, religião, ecologia – tudo é muito bom. Muito bem trabalhado.

Eu sempre quis ler essa história. A nova adaptação que me impulsionou. Vou tentar resumir Duna em poucas palavras.

Duna é ambientada num universo interplanetário. O sistema político é o império. Os planetas são governados por casas políticas, com títulos de duque.

O duque Leto Atreides governava Caladan, mas forças políticas inimigas conspiraram para que ele fosse governar Arrakis, conhecido como Duna (menos prestígio).

Caladan é um planeta abundante em água. Duna é um planeta deserto. A vida em Duna é um verdadeiro desafio de sobrevivência. No entanto, é um planeta abundante em especiaria, o melange, um tipo de elixir da vida. E também uma droga.

Acontece que há outras forças políticas inimigas em Duna, por isso o ducado de Leto Atreides não será nada fácil. Traição por todos os lados.

Há ainda os rebeldes, os Fremens, o povo do deserto de Duna. Eles são os mais adaptados às adversidades que o planeta impõe. E são também uma força que não pode ser desprezada.

No meio disso tudo tem o filho do duque, Paul Atreides, o protagonista da história. Ele foi criado seguindo os ensinamentos da mãe, Jéssica, uma Bene Gesserit. As Bene Gesserit são um tipo de ordem religiosa. Ou bruxas. Além disso, Paul, foi preparado para ser duque um dia, é claro.

Paul é um jovem extremamente inteligente e perspicaz. Há uma profecia sobre um tipo de Messias, Muad’dib, esperado pela ordem das Bene Gesserit. Será Paul?

A primeira coisa que me deixou impactada ao ler Duna foi perceber que histórias que eu adoro, como Star Wars, beberam na fonte de Duna. Eu já sabia disso, mas lendo fica tudo mais claro.

Sobre os aspectos políticos: Duna parece que está tratando da nossa política. As disputas, os conchavos, as traições. Os jogos de poder. E o povo, como sempre, pagando caro.

Até mesmo os extremismos religiosos se infiltrando no poder político. O que me causou muito medo, confesso.

Os aspectos de ficção científica. Não há supercomputador. Não há termos científicos complexos. A base da trama é a extinção dos computadores e a valorização de homens com capacidade excepcional de cálculo e análise, os Mentat. 

Em Duna não há grandes enigmas. A estrutura narrativa é muito interessante, com excertos de um livro/diário, no início dos capítulos, que meio que vai te dando spoiler. 

Leiam, pois é muito interessante 

Aspectos que metem especialmente atenção. O tratamento dado às mulheres na tribo dos Fremens. Incomoda. Além disso, conversando com a Duda @eduardabpetey ela me alertou da gordofobia, falta de representatividade e o fato das Bene Gesserit usarem as mulheres como ferramenta de reprodução. 

Duna foi uma leitura realizada para o Clube de Leitura Multiverse

Quer saber como funciona o clube? Acesse o link aqui

Se interessou pela obra? Compre aqui

O Blue book cult é integrante do programa de associados da Amazon. Comprando através do link acima, eu ganho uma pequena comissão e você ainda ajuda a manter o site no ar, além de ganhar minha eterna gratidão por apoiar meu trabalho.

About the author
Literamaníaca, seriemaníaca. Mãe de dois Dragões. Em metamorfose. Rezo para os deuses novos e antigos. Minhas jornadas são nas estrelas. A força está comigo. Não sei se tudo isso é verdade, só sei que foi assim.

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *