Codinome Villanelle || Luke Jennings | ⁣Editora Suma

por Nilda de Souza

Codinome Villanelle, Luke Jennings, ⁣Editora Suma, traz a história de uma assassina de aluguel, psicopata, sanguinária de nome Villanelle, que será caçada por a agente Eve. ⁣

A assassina foi resgatada de uma prisão, por uma organização ultrassecreta, e treinada para eliminar alvos ao redor do mundo. ⁣

Essa premissa se mostra extremamente interessante, primeiro porque são duas mulheres em destaque, segundo porque eu sempre gostei de personagens treinadas para matar, mas o desenvolvimento da narrativa eu achei fraca. ⁣

Eu sou da época de Nikita, filme e depois série de TV dos anos 90 (refilmada em 2010). Ao que parece, esse livro tem inspiração na icônica personagem agente espiã.⁣

Nikita também foi uma adolescente problemática, resgatada do corredor da morte e treinada para ser uma grande espiã. Mas Codinome Villanelle difere de Nikita em uma aspecto: Villanelle é uma psicopata.⁣

Nesse primeiro livro, Villanelle não tem nenhuma dificuldade na execução das mortes, o que para mim é um tanto problemático. O único momento que parece que ela vai se dá mal é quando a organização que a treinou se volta contra um dos membros. ⁣

Villanelle é desprovida de qualquer sentimento de moralidade. Ela sente sede de matar e fazer sexo. Esses são os dois aspectos da personalidade da assassina. ⁣

Já a personagem Eve se mostrou ainda mais problemática. Ela é uma agente que sempre trabalhou com a parte burocrática, de análise. Não foi treinada como agente de campo, apesar de ser descrita como caçadora implacável. ⁣

Ela Não tem experiência, mas mesmo assim foi escolhida para caçar uma uma mulher extremamente perigosa, que teve treinamento em disfarce, em interrogatório, em tiro alvo, enfim, um treinamento de elite. Já Eve, até então, não tinha nem visto um cadáver. ⁣

O único aspecto interessante da personagem é que há um conflito pessoal: conciliar a vida de casada com a de agente. ⁣

Bom, Eve vai ter que crescer muito nos próximos livros se quiser derrotar Villanelle. ⁣

Eu ainda não assisti Killing Eve, série de TV baseada no livro, mas pretendo e espero que o desenvolvimento da trama seja bem melhor, pois tem Sandra Oh, uma diva.

Veja também

Deixe um comentário