Top 5 || Livros para ler em 1 dia

por Bruna Carolina

 

Olá leitores e leitoras, tudo bem com vocês?

O post de hoje são indicações de 5 livros que possuem uma leitura rápida e que são ótimos para curar ressaca literária. Agora em época de quarentena e temos que tomar cuidado possível e evitar sair de casa, é bom ter um passatempo e a leitura pode ser algo muito proveitoso.

  • Azar o seu! – Carol Sabar

Sinopse: Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido… E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo… O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia… Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga… Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.

Azar o seu é uma comédia romântica bem gostosinha de ler. É um dos meus livros preferidos do gênero, pois é divertido e que apesar de ser um pouco clichê a autora consegue prender a atenção e a leitura flui muito rápido.

  • Extraordinário – R.J. Palacio

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela e uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações medicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… ate agora. Todo mundo sabe que e difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tao diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele e um menino igual a todos os outros. R. J. Palacio criou uma historia edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade um impacto forte, comovente e, sem duvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.

Li há muito este livro e até hoje é um dos meus preferidos. É um livro destinado para um publico mais infantil, mas que adultos podem ler e se encantar com August. Para quem assistiu ao filme, mas ainda não leu o livro recomendo muito. A história é emocionante e dá para tirar muitas lições para a vida.

  • No meio do caminho tinha um amor – Matheus Rocha

Sinopse: Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!’ – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

Matheus Rocha é atualmente um dos meus autores preferidos, o acompanho desde a época em que ele postava no Tumblr como neologismo. O autor tem muita sensibilidade e delicadeza com as palavras. O primeiro livro do autor é bem leve, e aborda sobre relacionamentos do começo ao fim de um amor. Para quem o acompanha nas redes sociais e ainda não leu nenhuma obra do mesmo, este livro é um excelente começo.

  • A sútil arte de ligar o foda-se – Mark Manson

Sinopse: Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço. Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva – sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se. Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão. Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.

Este livro tem resenha completa no blog, e apesar de não ser o meu livro preferido do gênero eu acredito que ainda assim pode ajudar algumas pessoas que estão passando por algum momento difícil. É um livro pequeno e com linguagem de fácil compreensão.

Sinopse: ‘outros jeitos de usar a boca’ é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

Também tem resenha deste livro no blog, e este foi sem dúvidas um dos livros mais lindo que já li de poesias. Rupi é sensível e ao mesmo tempo bruta ao escrever sobre diversos temas como: feminismo, abusos, amor, relacionamentos etc. É uma leitura rápida e para quem gosta de poesias é um excelente livro.

Bom, essas foram as minhas indicações para quarentena, ou fim de semana e até mesmo um feriado. Comentem o que acharam e se tiverem indicações vou adorar saber.

Veja também

2 comentários

Laura abril 15, 2020 - 12:22 am

Boas dicas! Ainda não tinha ouvido falar sobre alguns. Tenho muita vontade de ler Extraordinário e Outros Jeitos de Usar a Boca.
Beijos, blog Mais um Capítulo .

Reply
Nilda de Souza abril 20, 2020 - 2:53 pm

Obrigada, Laura!

Reply

Deixe um comentário