O Médico e o Monstro | Robert Louis Stevenson

Ficção Científica Resenhas Terror

O Médico e o Monstro | Robert Louis Stevenson

Há muito tempo que eu queria ler O Médico e o Monstro. Quando estreou a série Penny Dreadful, que tem referências a esse livro, eu até iniciei a leitura, mas não rendeu naquela época, acho que por causa da tradução. Mas agora a oportunidade chegou com essa edição belíssima lançada pela Darkside, com um ótimo trabalho de tradução. Esse livro traz outras novelas e contos, mas hoje vou falar somente da novela O médico e monstro.

Acho que a maioria conhece o enredo dessa história, mas para quem ainda não sabe, a narrativa é sobre um médico, Dr. Jekyll, homem socialmente respeitado, que tem a ousadia de colocar em prática um experimento científica ético e moralmente controverso. Dr. Jekyll acredita que o ser humano tem natureza dupla, uma boa e outra ruim. Sua teoria consiste em separar essas duas naturezas.

Utterson, advogado e amigo de Dr. Jekyll, fica intrigado ao ler o testamento do amigo e cliente, e constatar que o beneficiário é um homem chamado Hyde. Logo Utterson descobre que Hyde é moralmente inescrupuloso, de aspecto terrível, com algo sinistro. O Utterson não sabe qual a ligação entre Dr. Jekyll e Hyde, mas logo ele vai descobrir.

Quem somos, qual nossa verdadeira natureza

O que há de excepcional nessa narrativa é que é uma das primeiras histórias que traz um personagem com distúrbio de personalidade. O autor usa desse recurso para discutir questões filosóficas, éticas, morais, bem como a eterna disputa entre o bem e o mal. Todas essas questões envoltas numa atmosfera obscura, própria da era vitoriana, com elementos de terror e ficção científica.

Se você gosta de terror e ficção científica, leia O médico e Monstro. Você vai perceber que muito das narrativas contemporâneas bebem dessa fonte. Se você gosta de refletir sobre quem somos, qual a nossa verdadeira natureza, essa também uma leitura para você. Para mim, foi uma leitura extremamente enriquecedora.

About the author
Literamaníaca, seriemaníaca. Mãe de dois Dragões. Em metamorfose. Rezo para os deuses novos e antigos. Minhas jornadas são nas estrelas. A força está comigo. Não sei se tudo isso é verdade, só sei que foi assim.

5 Comments

  1. Eu li esse livro há alguns anos, foi um dos meus primeiros contatos com a literatura de terror, e gostei bastante do que encontrei. Achei a leitura extremamente rica, principalmente para nos fazer refletir sobre nós mesmos e a humanidade. Estou doida para adquirir essa linda edição da Darkside e relê-lo, pois sei que vou gostar ainda mais.

  2. Oi, acredita que eu ainda não sabia do que a história se tratava? Mas é um clássico cujo nome não me era estranho e que quero ler assim que possível. A edição da Darkside parece ótima! Amei seu post.

  3. Olá,
    Eu reli estes tempos este conto, é um dos contos mais antigos de terror que pra mim ainda faz sentido ser aterrorizante hoje em dia, alguns outros não faz por ter perdido o contexto da época e coisas assim. Gosto dessa coisa de lutar contra o seu próprio lado maligno, e como você mencionou trás muitas questões para se debater. Em resumo, ainda acho essa história assustadora.

  4. Amo demais essa história. Conheci depois de velha e ja se tornou minhas favoritas. Me fez entender muitas outras histórias que já li na vida e não sabia de onde tinha vindo a ideia central.
    Da edição da Darkside quero ler os outros contos.

    Silviane, blog Memento Mori• Siga no Instagram: @kzmirobooks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *