Resenha || Star Wars – Legado de sangue | Claudia Gray

Cultura Ficção Científica Nerd Resenhas

Resenha || Star Wars – Legado de sangue | Claudia Gray

Eu estava devendo a resenha Star Wars – Legado de sangue há um bom tempo. Eu leio vários livros e acabo não escrevendo sobre eles aqui no blog. Não sei se isso acontece com outros bogueiros.

Star Wars – Legado de sangue é um livro que me conquistou em vários aspectos. Primeiro porque tem a Princesa Leia no centro do enredo. E como foi ótimo poder acompanhar essa mulher inteligente, que não para de pensar no bem de todos e que sempre está preparada para ação.

Com o fim do Império esperava-se que a paz se instalasse por muito e muito tempo na Galáxia.

A beleza e a promessa da Nova República pareciam se estender diante de todos eles.

Claudia Gray

Mas a Nova República tem inúmeros desafios. Um dos maiores deles é impedir que o crime organizado se torne uma força tão poderosa quanto foi na época do Império.

A Princesa Laia é uma senadora do partido populista, uma das mais respeitada, mas sua fé na eficiência e estabilidade da Nova República se esvai na medida em que o senado se torna um espaço de rixas políticas mesquinhas e sessões com longos discursos inúteis.

Leia Organa está sem ânimo para continuar na política. Mas quando uma denuncia de que no planeta Ryloth há novo cartel de tráfico e escravidão, talvez até mais abrangente do que o comandado pelos os Hutts, Leia vê aí uma chance de fazer algo de útil. Talvez seu último ato político. Ela se oferece para iniciar uma investigação. O que ela não esperava era que o senador Ransolm Casterfo, um jovem político Centrista, ávido por prestígio, se prontificasse para fazer parte da investigação.

Depois de algumas farpas trocadas entre os dois senadores rivais, eles partem para Ryloth em uma missão que evidências inesperadas.  Em Ryloth os dois senadores acabam descobrindo que as teias desse novo cartel são mais emaranhadas do que os eles poderiam imaginar.

Minhas impressões de Legado de sangue

Bom, eu já teci elogios no inicio do texto e vou continuar destacando os pontos fortes. Legado de Sangue traz nunces políticas, apresentando questões  ideologias e filosófica tanto do partido Centrista quanto do Populista. Há um empenho de fugir do maniqueísmo.

Leia forçou-se a pensar positivamente. Racionalmente. A política galáctica sempre teve seus partidos, facções, divisões. Sempre terá. Nem todo conflito ideológico leva a um colapso do governo.

É um livro com poucas cenas de ação. Mas estas poucas são bem detalhadas, possibilitando ao leitor ter uma visão ampla da ação.

Os personagens secundários são carismáticos. Começando pelo senador Casterfo. Ele é um jovem cheio de ideais. No início ele é colocado como um sujeito empolado. Mas ao longo da narrativa ele se revela uma político de caráter.

Outros dois personagens interessantes são: Greer, assistente da Princesa Leia, e o piloto Joph Seastriker. Os dois faz uma boa dupla. São leais e não fogem da ação.

Dos personagens do cânone só Han Solo aparece.  A cena é satisfatoria, a gente tem um gostinho de conferir a personalidade marcante de Solo.

Outro ponto que agrada ao fãs da saga e a ênfase dado aos  segredos da família de Leia. Segredos que ainda a perseguem e tem um peso muito grande na opinião tanto do senado quanto na da milhares de espécies.

Fãs de Star Wars leiam Star Wars: Legado de Sangue. É um livro que faz parte do cânone da saga e se passa exatamente seis anos antes dos eventos de Star Wars: O Despertar da Força. Claudia Gray tem um estilo  narrativo limpo, muito agradável de se ler. Eu já conhecia, pois eu li Star Wars: Estrelas perdidas que já desenhei aqui.

About the author
Literamaníaca, seriemaníaca. Mãe de dois Dragões. Em metamorfose. Rezo para os deuses novos e antigos. Minhas jornadas são nas estrelas. A força está comigo. Não sei se tudo isso é verdade, só sei que foi assim.

19 Comments

  1. Olá! Eu gosto bastante das obras da Claudia, mas como já não sou fã de Star Wars e entendo praticamente nada sobre esse universo dificilmente essa seria uma leitura que eu faria. Mas acho muito bacana livros que contam historias desse universo e que agrade aos leitores.

  2. Deve ser um livro maravilhoso. Como não amar qualquer história que tenha como personagem central Leia Organa? Eu amo muito a personagem, acho sua história sensacional e ainda vou ler esse livro.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  3. Eu preciso acima de tudo elogiar como sua resenha foi direto ao ponto, ao que interessa, sem ser superficial. O mais importante, na verdade, é que você me fez parar pra pensar um pouco além do meu ‘preconceito’ com os livros de Star Wars – é que de cara, eles me soam muito caçá-níquel… Só que com esse, pelo que li na resenha, me parece tudo ser uma abordagem mais política pra história de Star Wars que cai muito bem! Peguei uma curiosidade pra conferir!

    1. Então, Star Wars lucra em tudo que põe a mão. Mas acho que isso ocorre em todos os produtos da cultura pop. Na verdade, acho que a industria do entretenimento visa o lucro em primeiro lugar, para depois pensar outras questões. O mercado dos games não é mais lucrativo do que cinema, por exemplo?

  4. Não é meu tipo de leitura.
    Não gosto de Star Wars e meu marido guarda certo ressentimento de mim por isso.. rs
    Achei bem legal conhecer a obra, mas a dica de hoje eu vou passar.

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    LiteraKaos!

  5. Eu adoro essas narrativas de SW que estão saindo da coleção da Aleph. É bacana porque é uma forma de expandir o universo né, e como uma grande fã da franquia eu fico enlouquecida com qualquer coisa sobre. Só estou perdida no meio do mar de livros que saíram, mas esse me chamou muito a atenção <3

    1. São muitos livros mesmo. Tem os que fazem parte do Universo Expandido, do Novo Cânone e o selo Legends. Eu estou tentando ler os que fazem parte do no Novo Cânone e do Universo Expandido.
      Mas também tem uns livros Legends que são bem legais e que eu quero muito.

  6. Comecei a acompanhar Star Wars a uns 4 anos atrás através dos filmes. Mas ainda não explorei outros formatos que abordam esse universo. Mas achei interessante a tua resenha e achei legal ver que a história dá destaque a Leia.

  7. Primeiro eu queria dizer que isso de ler vários livros e não falar sobre eles também acontece comigo. Estou com uma pilha de livros para resenhar, só falta a criatividade :/
    Segundo, eu amei essa descrição sobre você “Minhas jornadas são nas estrelas. A força está comigo. Não sei se tudo isso é verdade, só sei que foi assim.”! ♥♥
    Mas enfim, achei que esse livro parece interessante mesmo que eu não tenha assistido (ainda) Star Wars.
    Você acha que quem não assistiu nenhum dos filmes conseguiria ler numa boa esse livro?

    1. Fico feliz que tenha gostado da descrição. Com ela eu tento mostrar um pouquinho de obras que eu gosto.
      Sobre o livro: acho que é preciso conhecer um pouco do universo de Star Wars para poder entender melhor toda a questão política e ideológica e as motivações da personagem Leia.

      Beijos

  8. Aaaah, eu tenho muita vontade de ler esse livro! Mas admito que era por causa da Leia mesmo, pois eu não sabia nada do enredo, hahahaha. Agora sabendo um pouco mais, fiquei ainda mais animada para “entrar de cabeça” nessa história. Sendo a Leia minha personagem favorita de Star Wars, ao lado do Han Solo, acabo querendo consumir tudo que tenha participação ativa da personagem, então acredito que a sua dica seja essencial para mim. Vou correr agora para adquirir e ler o quanto antes. <3
    Adorei a resenha!

    Beijos.

  9. Olá,
    Eu já queria bastante ler e agora então, nossa quero pra ontem.
    Eu já li outro da Claudia Gray de Star Wars, Estrelas Perdidas, e nossa mega recomendo, este então parece ser muito bom. Gosto dos livros com o foco na Leia, e mesmo que tenha politica eu com toda certeza vou gostar!

    Debyh
    Eu Insisto

  10. Confesso que comprei esse livro sem ler a sinopse, só porque era sobre a Leia. Mas amei a sua resenha e agora vou passar ele na frente de todos os outros da fila. HAHAHA
    Adorei saber que o livro tem poucas cenas de ação, mas ainda sim são intensas, quero sempre saber mais sobre ela. Estou oficialmente ansiosa para ler mais uma história da minha princesa favorita!

  11. Ooe
    Vejo que o livro traz abordagens mais políticas do que noa filmes, o que faz completar bem o que vemos nos cinemas.
    Bom saber que esse é cânone, recentemente mudaram tanto o que é e o que não é cânone que fiquei até perdida rs.

  12. Guria, acredita que eu não li/vi NADA do universo expandido de Star Wars? Eu tinha seis aninhos quando vi Ameaça Fantasma, sempre gostei dos filmes, mas nunca procurei ver os desenhos, nunca li quadrinhos e nem cheguei perto dos livros que estão lançando ultimamente. Esse me chamou atenção justamente por ser protagonizado pela Leia <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *