Resenha || Saberes da Vovó | Célia Gomes

por Mayara Nascimento

Saberes da Vovó de Célia Gomes é um daqueles livros que enchem o coração de alegria e de saudade. De modo breve e simples ele resgata todo o aprendizado que é transmitido de geração em geração e que só aquelas que amam duas vezes podem nos ensinar: as nossas avós.

Aqui temos a história de uma avó e uma neta que convivem juntas e trocam experiências. Uma rotina comum, e muitos fatos para gravar na memória: o cheirinho do café, a valentia de uma velhinha não tem medo de encarar a vida, os ditados populares, e o amor, esse último se faz presente do início ao fim.

Assim fui crescendo, sempre seguindo aquela velha sabida, que tanto falava, mas que às vezes se sentava em silêncio. “É isso mesmo minha neta, aprenda também a ficar calada. Pense bem antes de falar”.

Mais que a mãe de nossas mães, nossas avós, representam o nosso porto seguro, é para perto delas que vamos quando tudo parece dar errado, e quando elas partem, fica em nós um pouquinho de tudo que disseram e fizeram por nós.

E essa é a mensagem de Célia, que toda conversa com nossas avós sempre irão transmitir um saber, uma energia boa que devemos levar para sempre conosco em um baú, no fundo do coração.

Saudade com cheirinho de café:

Quando fui presenteada com essa obra, de imediato pensei: nossa com certeza vou chorar ao lembrar das minhas avós que já partiram, mas, ao realizar a leitura sorri igual criança, lembrando das histórias de terror que a Vó Neuza contava na calçada nas férias de julho, e do cheiro de alfazema do perfume da Vó Mazé. Fui percebendo que tudo que elas me disseram ficou em mim, e com certeza, cada avó deixa em seus netos um pouco do que foi e do que é.

O que vi presente nessa obra foi exatamente isso, a valorização das nossa avós, que vindas de outras gerações, sempre são tão atuais, tão capazes de oferecer sua sabedoria e carinho mesmo estando cansadas.

Por esses, e tantos outros motivos a obra ganhou um lugar especial em meu coração, e não poderia deixar de comentar sobre a beleza desse livro: as xilogravuras de Xande Mattos são lindas, e combinaram perfeitamente com a mensagem que Célia Gomes quis nos passar. Uma leitura para todas as idades e para todos os momentos!

Para adquirir o livro e conhecer um pouco mais sobre o trabalho da autora: Clique aqui.

Aqui vai um dos meus trechos preferidos:

“Minha querida, quem planta vento colhe tempestade! Por isso, pense bem sobre o que deseja colher em seu jardim e escolha bem o que plantar! Hoje vou lhe dar uma semente muito especial: é a semente do carvalho. Ela tem que ficar alguns anos enterrada na terra escura e úmida para poder germinar. Se ela tivesse medo do escuro, jamais conheceria a luz! E quando ela cresce se torna a árvore mais resistente que existe! Quanto mais tempestade enfrenta, mais forte ela fica e suas raízes se aprofundam ainda mais na terra. Seja assim você também, firme como um carvalho diante das dificuldades da vida”.

Veja também

Deixe um comentário