Lançamentos de Dezembro || Grupo Editorial Record

por Gaby Marques

Olá!!! Aqui estou mais uma vez cheia de lançamentos LINDOS para compartilhar com vocês. A Black Friday passou mas o Natal está batendo na porta, então nada mais justo que já ir fazendo a listinha, não é mesmo? 🙂 O Grupo Editorial Record está com novidades incríveis para o último mês do ano. Sério, só tem livro bom e para todos os gostos! Fica difícil escolher só um entre tantos.

O Livro dos Títulos, de Pedro Cardoso (ficção) || Editora Record

9788501112132.

Sinopse:  O primeiro e surpreendente romance do ator e dramaturgo Pedro Cardoso.Genuíno Jesus Cristóvão do Amanhã nunca gostou de ler, mas sempre gostou dos livros. Frequentador assíduo da livraria do seu Velhinho Livreiro, formou imensa biblioteca. Após conhecer e se apaixonar por Constança, editora-chefe de uma ONG sueca ligada à Unesco, resolve escrever – para conquistar o coração da amada – o seu primeiro e único livro: O livro dos títulos.

Sem Filtro, de Lily Collins (não-ficção) || Editora Galera

9788501111852.

Sinopse: Lily Collins — estrela de filmes como Instrumentos mortais, Espelho, espelho meu e Simplesmente acontece — estreia na literatura com um livro confissão; uma conversa entre amigas. Honesta. Sem filtro.Pela primeira vez, Lily fala da vida pessoal e confessa seus segredos mais bem guardados. Lily desnuda suas vulnerabilidades com uma coragem comovente, e lembra que a vida não é feita apenas de risos e um eterno alvorecer cor-de-rosa. Para cada alegria há, também, dor e desilusão; luz e trevas, como em qualquer trama bem urdida.Aceitação é a palavra mágica. Para Lily, olhar o espelho e gostar do que vê, fazer as pazes com você mesma é a chave para suportar os dias ruins. Embora o caminho para o amor-próprio possa ser sinuoso, a autora aprendeu que basta uma pessoa estender a mão, alguém tomar uma pequena atitude para todos os demais entenderem que não estão sozinhos.

Cidade de Selvagens, de Lee Kelly (ficção) || Editora Galera

9788501112446.

Sinopse: A Terceira Guerra Mundial estourou há quase duas décadas. Manhattan transformou-se num campo de prisioneiros de guerra governado pela nova-iorquina Rolladin, que controla os sobreviventes com punhos de ferro. Para Skyler Miller, Manhattan é uma gaiola que a impede de conhecer o mundo. Mas para a irmã caçula de Sky, Phee, o campo de prisioneiros no Central Park é o único lar que ela poderia querer. Quando desconhecidos chegam ao parque com notícias surpreendentes, Sky e Phee descobrem que há muitas coisas sobre Manhattan – e a própria família – que sequer imaginaram. O livro de estreia de Lee Kelly é uma jornada de acelerar o pulso por uma cidade que é tão estranha quanto familiar, onde nada é preto no branco e os segredos enterrados podem destruir qualquer um.

Pule, Kim Joo So, de Gaby Brandalise (ficção) || Editora Verus

9788576866466.

Sinopse: “Pule, Kim Joo So” traz para a literatura a dramaticidade dos doramas e marca a estreia de Gaby Brandalise na Verus. A trama gira em torno de Marina, uma jornalista desiludida com o seu emprego e atormentada com as agressões do ex-namorado policial. Ela trabalha no aeroporto de Curitiba e é lá que encontra So, um coreano que está perdido, machucado – e aparentemente com problemas com a polícia. Sem pensar muito, Marina decide ajudá-lo. Ainda que milhares de quilômetros separem o Brasil da Coreia do Sul, ela e So vivem situações parecidas. Por muito tempo eles estiveram presos em suas próprias histórias e é a necessidade de mudar que vai unir o casal.

Por Amor aos Lugares, de Rogério Haesbaert (não-ficção) || Editora Bertrand

9788528622249.

Sinopse:  Neste combinado de livro de relatos e reflexão geográfica e histórica, o autor Rogério Haesbaert nos introduz aos múltiplos espaços que, em viagens ou no próprio cotidiano, desdobram-se depois — do Oriente (China, Índia, Vietnã…) ao Ocidente (Cuba, México, Colômbia…) —, em diferentes momentos ao longo dos últimos 25 anos. Os relatos começam por lugares distantes, envolvendo viagens que marcaram pela força de suas diferenças (como ao Tibete, a povoados do norte do Vietnã ou a aldeias de Madagascar), até chegar a espaços de morada e vivência cotidianos e pretensamente mais seguros, os quais nem por isso estão alheios à surpresa e ao inusitado que instigam o questionamento e a mudança. Este é um livro de crônicas, de memórias, de relatos mais espontâneos, muitos deles de viagens, de narrativas redigidas no calor das vivências, do contato direto com os outros e seus tantos lugares, da história presentificada e da geografia acumulada que, ao mesmo tempo que se anunciam, através da sua diversidade, também estão se/nos transformando.

 

Não sei vocês, mas já estou de olho em dois! Pule, Kim Joo So e O Livro dos Títulos já  garantiram um lugar na minha listinha 😀

Beijos e até a próxima!

Veja também

Deixe um comentário