O tempo em estado sólido | Tércia Montenegro

por Nilda de Souza

Acabo de ler O tempo em estado sólido, livro da Prof.ª Dra. Tércia Montenegro, publicado pela Editora Grua Livros.

O tempo em estado sólido traz uma coletânea de 18 contos, que dialogam entre si. O leitor percebe essa relação nas temáticas – tempo, sexo, ciúme, solidão, morte, etc – e, também, porque alguns dos personagens reaparecem, com seus conflitos, em mais de dos textos.

Mas não precisa se preocupar, achando que é preciso ler todos os contos de uma vez. Assim como outros livros de contos, você pode ler um ou dois contos. Iniciar a leitura pelo final, pelo meio. Como você preferir. No entanto, saiba que você terá uma maior compreensão da importância do tempo, da velocidade, da indiferença, da rejeição, da amargura ao ler todos os contos de uma.

É impressionante como, nos contos, a autora dá corpo ao tempo

A autora consegue corporificar o que escapa, o que não tem forma perceptível. Daí que o título tem relação direta com todos os contos. É importante pontuar que os personagens não buscam a tempo perdido, eles buscam a si mesmos, nos encontros e desencontros da vida.

Ao pensar nisso, Alessandro teve a velha sensação do mecanismo do tempo e, no instante suspenso em que durou sua respiração contida, tomou a decisão absoluta de sua vida dali para a frente

Tércia Montenegro

Alguns personagens, como o Alessandro e a Larissa, aparecem em mais de um conto. Em outros contos, mesmo que não esteja explicito, o leitor percebe que aquele personagem já apareceu antes. Às vezes, o foco está em um personagem, em outro momento esse mesmo personagem vem em segundo plano.

A profa. Tércia sabe lidar com as palavras. Cada palavra foi pensada para estar ali, naquela frase. Foi escolhida com cuidado. É impressionante como a jovem escritora cearense, tem uma escrita amadurecida. Ela fala com profundidade de sentimentos humanos. A expressividade dos contos vem desse trabalho com as palavras.

Para finalizar, só quero registrar que gostaria muito de ter sido aluna da Profa. Tércia, mas quando cheguei à UFC (Universidade Federal do Ceará) já havia cursado as disciplinas que ela ministra.

Comprando por esses links você ajuda a manter o blog: AmazonSaraiva, Cultura
Resenha publicada anteriormente em: Os nós da rede

 

12 comentários
0

Veja também

12 comentários

VANESSA novembro 15, 2017 - 1:04 pm

Olá minha linda, quero muito ler esse livro. Gostei da sua indicação e pena que não conseguiu estudar com essa professora. Mas, o lado bom é que pôde apreciar essa leitura maravilhosa.
Beijocas.

http://www.meumundosecreto.com.br

Reply
Stephanie Ferreira novembro 19, 2017 - 1:31 pm

Eu amo literatura brasileira, principalmente quando tem uma escrita tão rica assim. Fiquei curiosa pra ler mais sobre os contos, porque não é gênero que eu leio tanto.

Beijão,
Quase Mineira

Reply
Ane Carol novembro 21, 2017 - 11:18 am

Não leio muitos livros de contos e confesso que pouquíssimos me chamam a atenção. Geralmente quando leio é porque que achei a capa bonita, possuí algum algo que sou fã ou possuí um tema que me atraía. Achei interessante a proposta do livro e a maneira que você descreveu a forma de escrita da autora. Esse é um livro que provavelmente eu não leria, pois não me atrai à primeira vista, mas sua resenha me deixou curiosa sobre a obra.

Reply
isa Nonemacher novembro 21, 2017 - 12:05 pm

Confesso que nunca gostei de livros assim, mas esse parece ser interessante. Ja vi series que tem o mesmo modelo: contos separados mas interligados entre si. Quem sabe esse venha a ser o primeiro livro do tipo que vou ler.

Beijos
Isa Nonemacher

Reply
Mari novembro 21, 2017 - 7:26 pm

Fiquei super curiosa sobre esse livro, gosto de contos e achei muito legal se tratar de uma autora brasileira. Valeu pela dica!
Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

Reply
Thainá Christine novembro 21, 2017 - 7:57 pm

Adoro livros de contos! Mas sinto que não dou atenção o bastante para eles e que preciso me aprofundar mais nesse gênero. Adoro receber indicações de livros escritos por mulheres, e adoro ainda mais quando é a escrita é nacional. Acredito que dar importância para essas leituras faz toda a diferença no meio literário em que presenciamos atualmente, onde as pessoas preferem o que vem de fora ao que é publicado na sua terra,
Gostei muito dos temas abordados no livro, são temas que eu procuro em uma leitura, pois são ótimos para trazer aquela reflexão necessária que não damos importância no dia a dia. Vou anotar a dica! 😀

Reply
Nilda de Souza novembro 23, 2017 - 9:54 pm

Eu também amo contos. Eu sempre procuro trazer indicar de mulheres escritoras. Acho importante dar visibilidade as mulheres.

Reply
César Rezende novembro 22, 2017 - 12:46 am

Histórias que se completam, com personagens que aparecem em diferentes contos…

Parece ter uma pegada bem daquelas que quer provocar a reflexão no leitor sobre sua própria vida, embora eu tenha mais deduzido isto pelo que vi na resenha.

Aliás, fiquei absolutamente apaixonado pela capa! Que trabalho LINDO (é claro que o livro não é só a capa, mas essa ficou simples, mas linda, e precisava ressaltar isso também!)

Reply
Ana Leticia novembro 22, 2017 - 5:36 pm

Oii, tudo bom? Não conhecia o livro, mas dois fatos me chamaram atenção, o livro ser em forma de contos e se tratar de uma escritora cearense, afinal temos que apoiar nossos escritores.

Reply
Nilda de Souza novembro 23, 2017 - 9:52 pm

Sim, sim temos que apoiar escritores nacionais. E essa escritora é super talentosa. Já ganhou prêmios e tudo.

Reply
Erika Monteiro novembro 23, 2017 - 12:59 am

Oi Nilda, tudo bem? Que delícia de leitura. Apesar da minha lista de 2017 estar imensa amo conhecer novos títulos e colocar como meta de leitura. O que mais gostei foi a autora ter mesclado tantos sentimentos, ter trazido tantos personagens e o mais curioso trazer situações que acontecem no nosso cotidiano. Depois dessa indicação também fiquei com vontade de ser aluna dela. O que mais gosto em livros de contos é poder ler no nosso tempo de forma que isso não influencia o próximo conto. Amei sua indicação. Beijos, Érika =^.^=

Reply
Nati Rabelo novembro 23, 2017 - 6:11 am

Que resenha intensa.
Esse conto parece ser daqueles que são praticamente um ensinamento pra vida. Não sei se seria algo que eu leria por agora, mas acho que merece muito uma chance.

Reply

Deixe um comentário