Resenha || A Gigantesca Barba do Mal

por Mayara Nascimento

Em A gigantesca barba do mal  conhecemos a ilha chamada“Aqui”, onde tudo acontecia na mais perfeita harmonia. Todas as pessoas mantinham suas rotinas, e não arriscavam quebrá-la, a aparência era cuidada com rigor – cabelos impecáveis e roupas perfeitas – eram a marca daqueles que viviam nessa ilha, e qualquer sinal de descuido era proibido.

Sempre passando pelas mesmas ruas, comendo as mesmas comidas e seguindo um mesmo estilo de vida. Os habitantes de Aqui achavam que tudo estava bem, e que era o melhor fazer tudo como eles faziam.

Para Dave, bem como para a maior parte das pessoas de Aqui, não havia como escapar daquilo.

Dave também acreditava nisso. Porém, não entendia por que a rotina o deixava tão triste. Ir para o trabalho – contabilizar números e preparar apresentações que mostravam juros e saldos – nunca foi tão cansativo. A noite, na solidão da sua casa, ele observava pela janela um horizonte distante – – onde ninguém se atrevia a ir.

Haviam muitas lendas sobre quem ia parar em Lá. Dave sonhava com esse lugar, que ele nem ao menos conhecia.  Repentinamente, um pelo de sua barba surgiu em seu rosto, e por mais que ele tentasse apará-lo, o pelo insistia em aparecer. Depois disso, a vida dele não foi a mesma.

Ele viu o que estava debaixo do seu nariz o tempo todo. (Ou na verdade, o que não estivera.)

Dave tentou de tudo, todos os artifícios para sanar esse sinal de descuido de sua vida impecável, porém nada funcionou. A cada tentativa, a barba aparecia mais forte. Então, tudo o que ele tinha a fazer era ficar em casa, já que sair pela rua seria uma afronta à ordem local.

Mas, se esconder não adiantou muito, sua barba crescia exageradamente e já afetava bem mais que a aparência de Dave. A estrutura da casa, e a sua rua também mudaram, e até mesmo a rotina de algumas pessoas passou a mudar, os que passavam por ali tiveram que andar por novas ruas e conhecer novos lugares, o que era ousado demais para quem morava em “Aqui”.

Tal fato irritou as autoridades, Dave era uma má influência para os demais habitantes de Aqui, ele ia contra as regras sociais, e algo deveria ser feito…

Debaixo da pele de todas as coisas há algo que ninguém pode saber. A função da pele é manter tudo lá dentro e não deixar nada aparecer.

Minhas Impressões de leitura de A gigantesca barba do mal 

A leitura dessa HQ, A gigantesca barba do mal  – gênero que se tornou queridinho na minha vida – me deixou extremamente satisfeita. A mensagem repassada é algo que nos passa despercebido – a rotina, a mesmice, e o pior de tudo, a cegueira, o não enxergar que as  coisas são assim. A meu ver, Aqui representa a nossa vida, a nossa falta de coragem para enfrentar o novo, para encarar uma nova rotina. E  são os desafios que encontraremos, o mundo novo que vamos descobrir se nos permitirmos.

 

Editora: Nemo Autor: Stephen Collins (roteiro e arte) | Título Original: The Gigantic Beard That Was Evil | Tradução de Eduardo Soares | Número de páginas: 240 | Lançamento: Outubro de 2016

Comprando por esse link você ajuda o Garagem blue cult a continuar crescendo. Acesse || Amazon

Veja também

7 comentários

Torradas com Chá agosto 26, 2017 - 2:42 pm

Que HQ linda, adorei o traço é a história tbm, aquela velha história de oprimir a individualidade né, se somos todos iguais somos mais fáceis de controlar!
parabéns pela resenha, gostei muito.

Reply
Lara Torch agosto 26, 2017 - 5:19 pm

oi, amei esse livro, eu gosto desse tipo de livro que com certeza lerei esse. Já li outros livros dessa autora e gostei.

Reply
Fabrica Dos Convites agosto 27, 2017 - 8:56 pm

Não conhecia este Hq, mas gostei da reflexão que ele trás para nossa vida. Logo ali no início da resenha quando você falou que tudo era perfeito e todos mantinham uma rotina rígida, já me deu uma certa agonia. Vou deixar a dica anotada.
Bjs, Rose

Reply
Lucy agosto 27, 2017 - 10:08 pm

Oi, Mayara!
Achei bem legal essa HQ, parece que ela é voltada para um público mais jovem, mas eu me arriscaria nessa leitura sem medo!
Bjs!

Reply
Camila de Moraes agosto 28, 2017 - 11:52 am

Olá!
Apesar de trazer vários pontos importantes para refletirmos, achei essa capa terrível de feia.
Não sei também se embarcaria numa leitura assim pois não sou muito fã de HQ.
Mas mesmo assim gostei de conhecer um pouco da obra através das suas observações.

Reply
Lavínia Carvalho agosto 28, 2017 - 4:33 pm

Oie!
Amei a HQ apesar de não ler muito o gênero essa narrativa me pareceu bastante interessante 🙂
Gostei da sua resenha! Beijos

Reply
Juliana setembro 19, 2017 - 10:14 pm

Oieee
Achei bem legal essa HQ, apesar de não curtir muito e nem ler frequentemente achei bem bacana o gênero e os temas abordados.
Dica anotada, beijos

Reply

Deixe um comentário