Resenha || Outros Cantos | Maria Valéria Rezende

por Nilda de Souza

Outros Cantos entrou para lista de preferidos para sempre. Este livro me emocionou e me fez reviver memórias há tempos adormecidas.  O estilo literário da Maria Valéria é tão simples e  ao mesmo tempo tão magnífico. Leiam o quote abaixo e comprovem o que eu estou falando. Que descrição de ambiente tocante, não é mesmo?!

…as poucas casas brancas, de janelas e portas fechadas, agarradas umas às outras, mortas de medo do imenso e árido espaço à sua volta. Entre elas, a rua larga de areia branca e salgada, mais salina que sertão, esparsas algarobas quase transparentes, insistindo em dizerem-se verdes naquele cenário branco e cinzento.

Maria Valéria Rezende

Em Outros Cantos a protagonista é Maria, que também é a narradora. Ela está dendo de um ônibus voltando para o sertão, depois de 40 anos. Enquanto o ônibus segue viagem, parando aqui e ali para descer passageiros, Maria vai rememorando e revivendo o tempo em que viveu em Olho D’Água, um povoado do sertão. A narrativa se alterna entre passado-lembranças e o presente. É por meio de suas memórias que conhecemos as pessoas de Olho D’Água.

A primeira vez que Maria esteve em Olho D’Água era época da ditadura, sua missão era educar os jovens e adultos da comunidade, no antigo MOBRAL. Uma tarefa que levou algum tempo para ser posta em prática, já que nenhum recurso chegava para que ela pudesse iniciar as aulas.

Há 40 anos Olho D’Água era uma terra de “coisas mínimas”.  Os moradores viviam com pouca comida, pouca água, pouca informação. O que havia em abundância era a labuta. O trabalho era de sol a sol no tear, fabricando rede para o Dono.

O Dono, que não é citado o nome da personagem, é o senhor daquela gente. Ele é o dono de tudo: da água, do tear, das terras, do suor do povo.

Minhas impressões de Outros cantos

Nos peitos, o teclado perfeito das costelas expostas; nas costas, saliências pontiagudas, duros cotos de asas cortadas antes mesmo de que vissem a luz por primeira vez. Nus vieram ao mundo e nele permaneciam, quase nus e inocentes, não por serem incapazes de fazer o mal, mas por serem ignorantes do mal que lhes podia ser feito.

Que livro maravilhoso! Maria, a personagem, parece que é nossa amiga e está aqui ao lado contando suas memorias. E é tão rica essas memórias. Tão cheias de humanidade. Eu já disse que me emocionei? Pois é, chorei mesmo.

Maria Valéria Rezende é tão empática. Ela criou uma personagem que não se coloca na posição de superior, ou mais sábia, ou mais forte do que os moradores da fictícia Olho D’Água. Na verdade, Maria é quem mais aprende com a vivência naquela comunidade.

Em vários momento da narrativa, Maria vai traçando comparações entre os saberes do povo de Olho D’Água e o saberes do povo do deserto da Argélia, do México, de Paris, onde Maria estivera antes. E o mais legal de tudo é poder perceber que o saberes ocorrem de forma parecidas em qualquer parte do mundo.

Além da jovem Maria que acredita no poder de mudança da palavra escrita e da leitura, Outros Cantos também tem Fátima, uma sertaneja sábia, que enfrenta a vida com determinação e com espaço para solidariedade.

Se você é do sertão, então você precisa ler esse livro. Nele você vai se encontrar ou encontrar suas raízes em vários momentos da leitura. Se você não é do sertão, então te digo: leia esse livro. Você vai desconstruir um monte de esteriótipos e preconceitos,  ou seja lá o quê você acha que sabe do sertão.

Se eu ainda não te convenci, vai aqui mais alguns motivos. O livro aborda questões sociais, questões históricas e culturais. Aponta para o mal do latifúndio. Critica a industria da seca. É um livro político, mas que não fala de política. Mas também é um livro sobre amor, cuidado, cooperação, solidariedade e humanidade.

17 comentários
0

Veja também

17 comentários

Dayhara Ribeiro Martins março 13, 2018 - 12:01 am

Li algumas coisas dessa autora e meu Deus, que mulher incrível! Ela tem uma forma toda poética de escrever e que conquista a qualquer um, é sensacional demais, completamente apaixonante! Não conhecia essa obra da sua resenha mas fiquei tão animada com a escrita da autora que já adicionei em minha lista de desejados.

Reply
Mari Barros março 13, 2018 - 2:29 pm

Hey!

Eu sou apaixonada por personagens reais e que nos ensinam muito. A Maria com certeza é uma dessas e estou muito curiosa para ler esse livro.

Beijos!

Reply
Cabine de Leitura março 13, 2018 - 3:58 pm

Gosto bastante de literátura que descreve o nosso sertão, acho sempre fascinante, como Vidas Secas que li recentemente. Não conhecia o livro, mas gosto dessa riquesa de memórias que comentou, sem dizer que os quotes destacados mostra o tom poetico na escrita dela. Quero ler.

Abraços

Reply
Ritchelly Galani março 13, 2018 - 10:59 pm

Olá! Que resenha incrivel! Me senti mais proxima da história apenas lendo sua opinião.. Acho muito gostoso quando se gosta tanto de um livro a ponto de tranzer um pedacinho dele na resenha!! Com certeza irei ler esse livro!

Beijos,
Conta-se um Livro

Reply
Mari março 14, 2018 - 7:25 pm

Parece uma leitura verdaderamente maravilhosa, gostei muito da temática e acho que curtiria muito.
Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

Reply
Lilian de Souza Farias março 15, 2018 - 4:16 pm

Oi. Essa autora está em minha lista de leitura, infelizmente, não consigo fazer leituras digitais, então, para digital, priorizo acadêmicos, mas literário, tenho que comprar o físico mesmo. Outros cantos será o primeiro livro que comprarei dela.

Reply
Nilda de Souza março 19, 2018 - 4:03 pm

Ele estou lendo mais no digital. Por causa das crianças acho mais prático tem um aparelho por perto do que o livro físico.
Mas esse livro merece ser lido no físico.

Beijos

Reply
Kah Fernandes março 15, 2018 - 5:19 pm

Nossa que legal ver que o livro foi tudo isso para você, eu não conhecia, e no momento não to podendo aderir novas leituras, mas quem sabe futuramente não é mesmo? Gostei de saber sua opinião tão positiva sobre ele.

beijos

Reply
Bruna Costabeber março 15, 2018 - 9:09 pm

Olá Nilda,
Um livro nota 10 em todos os quesitos precisa ser lido. Adorei conhecer suas impressões e fiquei muito contente por saber que o livro quebra paradigmas e encanta o leitor. Eu meio que já simpatizei para caramba com a Maria e achei muito bonito o que você disse sobre ela acreditar na mudança, dica anotada, sem dúvidas!
Beijos,
http://www.umoceanodehistorias.com/

Reply
Raquel Machado março 15, 2018 - 11:36 pm

Ola
Não conhecia o livro mas achei interessante falar sobre o sertão. Fico feliz ao ver que existe literatura nacional valorizando nossa terra. Dica anotada.
Beijo
Raquel Machado
Leitura kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com

Reply
Marijleite março 16, 2018 - 5:35 pm

Olá, acho que já ouvi falar sobre esse livro e sobre a autora. Pela sua ótima resenha, é uma leitura que acho que vou gostar de fazer, achei a personagem, a premissa e os temas abordados super interessantes.

Reply
Jis Rocha março 16, 2018 - 7:29 pm

Olá
Estava a procura de algo para deixar pronto para ler, leio pouco ebook, um por mês, pois leio pelo celular, e lendo sua resenha já encontrei.
Adorei suas impressões , e apesar de ter o livro físico, vou ler em ebook.
Adorei a foto.
Bjus

Reply
Jéssica Melo março 18, 2018 - 12:04 pm

Olá Nilda, eu não conhecia esse livro, mas pela sua resenha parece que a autora construiu muito bem o cenário e a protagonista *-* Adoreia dica.

Reply
Ana Caroline dos Santos março 18, 2018 - 8:27 pm

Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, porém pela sua resenha estou maravilhada pela história haha são assuntos que me interessam muito, e se ele ganhou 10 em tudo é porque vem coisa boa haha Adorei a resenha <3
Beijos,
http://diariasleituras.blogspot.com.br

Reply
Sophia Merkauth março 18, 2018 - 8:55 pm

Oi Nilda, tudo bem?
Não conhecia o livro, mas pela sua resenha deve ser O livro. Amei as quotes selecionadas e me lembrou um pouco Graciliano Ramos. Adorei a foto e amei a dica! Anotada com certeza! Ótima resenha!
http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

Reply
Nara Dias março 19, 2018 - 8:25 am

Oi Nilda, esse livro parece excelente para trabalhar com os alunos do Ensino Médio, levando-os a refletir sobre outras realidades brasileiras. Gostei do assunto central. Beijos

Nara Dias
http://www.viagensdepapel.com

Reply
Nilda de Souza março 19, 2018 - 4:00 pm

Sim, ele é ótimo mesmo. Ele discuti temas importante com uma linguagem simples e poética.

Beijos

Reply

Deixe um comentário